skip to Main Content

TCC – TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL

TCC - Terapia Cognitivo Comportamental em Mogi das CruzesO QUE É TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL?

A terapia cognitivo comportamental, ou TCC, é uma abordagem, ou sistema de tratamento breve e focada no problema atual do paciente.

A terapia cognitivo comportamental vem trabalhar a percepção de que não são os eventos que nos afetam, mas a nossa forma de interpretá-los.

A terapia cognitivo comportamental vem sendo procurada cada vez com mais frequência nos consultórios de psicologia, especialmente devido a sua comprovada eficácia em proporcionar resultados rápidos nos mais diversos casos.

COMO SURGIU A TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL?

A terapia cognitivo comportamental apareceu no início dos anos 60, com o psiquiatra Aaron T. Beck, e sua pesquisa com pacientes deprimidos. Foi observado que esses pacientes tinham uma visão distorcida de si, do mundo, e de seu futuro. Esse comportamento foi nomeado de tríade negativa, tendo início quando a pessoa ainda é criança. Dessa maneira, concluiu-se que o pensamento negativo distorcido modifica o humor e consequentemente o comportamento.

Terapia Cognitivo Comportamental - TCC em Mogi das Cruzes

Em nosso processo de raciocínio, pensamentos não analisados conscientemente são chamados de “pensamentos automáticos”, que podem ser funcionais ou “positivos”, ou disfuncionais ou “negativos”.

Na terapia cognitivo comportamental o psicólogo vai trabalhar junto do paciente para perceber, analisar e manejar esses pensamentos buscando uma adaptação do que é disfuncional ou prejudicial para algo funcional ou produtivo.

A terapia cognitivo comportamental surgiu visando corrigir esses pensamentos disfuncionais ou distorcidos, sanando assim os sintomas depressivos.

É um processo cooperativo de investigação empírica, testagem da realidade e resolução de problemas entre o terapeuta e o paciente

Aaron T. Beck

COMO A TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL PODE ME AJUDAR?

A terapia cognitivo comportamental pode ajudar a distinguir entre pensamentos, sentimentos e a própria realidade.

Por vezes consideramos as palavras pensar e sentir como sendo a mesma coisa. Ex: Eu sinto que não é uma boa decisão comprar essa casa. Nessa frase, é expresso um pensamento, não um sentimento. Na realidade, por vezes nós não somos conscientes dos pensamentos automáticos que se anexam aos sentimentos. Ex: podemos nos sentir especialmente tristes ao deixar o carro morrer enquanto estamos aprendendo a dirigir, sem perceber o pensamento, “eu nunca vou aprender a dirigir, não vou poder viajar para onde desejo com meu carro”. 

Na terapia cognitivo comportamental o paciente primeiro treina, identifica, escreve e diferencia os pensamentos dos sentimentos.

A terapia cognitivo comportamental pode tornar consciente a forma que os pensamentos influenciam os sentimentos.

O paciente na terapia cognitiva avalia suas próprias experiências, associadas a uma alteração de humor e a conexão deste com seus comportamentos. Quais eram os pensamentos antes de ficar triste? Quando surge o pensamento automático “eu não consigo dirigir”, como se sente? Ao se deparar com esses pensamentos e sentimentos é mais provável que você produza ou desista? Qual comportamento aumentaria as chances de sucesso? Ex: se você não se comporta como gostaria, podem haver ideias ou crenças auto-desmoralizantes, críticos ou que busquem uma perfeição não alcançável, paralisando assim a ação. Exigir demais de si pode criar tanta tensão que a estagnação é quase certa pelo medo de não atingir o nível de exigência, como se isso fosse uma catástrofe.

A terapia cognitivo comportamental pode ajudar você a avaliar criticamente a veracidade de seus pensamentos automáticos e suposições.

Na tcc, o paciente é motivado a testar seus pensamentos automáticos, avaliando os fatos, a realidade, as considerações alternativas ao pensamento e a ter experiências comportamentais informais. A ideia é não adota uma visão fantasiosa, ilusoriamente otimista ou positiva. Do contrário,  busca-se adquirir a habilidade de considerar o positivo e o negativo, os dados a favor e contra, chegando assim a uma linha de raciocínio mais fiel e lógico, com menos conceitos pré-estabelecidos, e geralmente conclusões mais aceitáveis e flexíveis. Ex: imagine que o carro morrendo, leva ao pensamento automático: “não vou conseguir dirigir”, e então você se sente triste. Na teoria comportamental cognitiva você pode aprender a analisar de forma crítica o fato do carro ter falhado, o contexto em que ele falhou e os fatos (prós ou contras) que você não consegue dirigir, visando analisar a precisão e utilidade do que o pensamento automático inicialmente lhe sugeriria.

A terapia cognitivo comportamental pode lhe ajudar a desenvolver as habilidades para perceber, sessar e interferir ao nível dos pensamentos automáticos e como eles acontecem.

O objetivo final da terapia cognitiva é treinar as habilidades para modificar processos cognitivos rotineiros. Como em qualquer treinamento, é necessário tempo e prática para bons resultados.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL?

A prática da terapia cognitivo comportamental oferece benefícios claros, como:

  • Melhora na autoestima
  • Melhora nas relações interpessoais
  • Maior estabilidade emocional
  • Maior bem estar consigo e com o ambiente ao redor
  • Conhecimento de si

 

ATENDIMENTO PARA AGORAFOBIA EM MOGI DAS CRUZES

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO E NEUROPSICOLÓGICO PRESENCIAL E ONLINE

Aqui você recebe atendimento psicológico referência em Mogi das Cruzes para crianças, jovens e adultos. Clique aqui para agendar via Whatsapp ou ligue no (11) 9.5787-2812 (TIM).

*As informações aqui contidas tem caráter informativo. Não substituem a orientação ou acompanhamento de um psicólogo.

Open chat
Estou online